Fim de semana e renovação espiritual

segunda-feira, junho 22, 2015

  A vida realmente é feita de altos e baixos e ultimamente tenho me sentido naquele ponto mais inferior da curva. Acho que realmente os desafios quiseram me pegar de jeito nos últimos meses, e as semanas parecem mais uma eternidade.
   Minha mãe, que por algum motivo (astrológico?) parece estar passando pela mesma fase que eu, resolveu marcar uma viagem pro fim de semana. A ideia era passar um pouquinho de frio em Penedo-RJ e depois seguir viagem até Aparecida do Norte, pra recarregar as baterias e as forças pra enfrentar as dificuldades que ainda não quiseram parar de aparecer.


    Penedo é uma gracinha, conhecida pela sua tradição finlandesa e seu clima mais friozinho. A ideia pra aproveitar bem a cidade é ficar em um dos chalés encantadores que as diversas pousadas oferecem e não deixar de conhecer as diversas especialidades culinárias do local. 
   Minhas dicas são o rodízio de fondue do restaurante Braseiro Gaúcho, as trutas defumadas do Rei das Trutas, e o sorvete finlandês maravilhoso que fica bem de frente pra a Pequena Finlândia.


    A temperatura não variou tanto durante os dias que passei lá, mas tava dando pra sentir aquele geladinho gostoso quando você respira, sabe? Pra uma carioca, eu amo demais o frio e sou apaixonada por essa sensação.


   Ignorando a falta de habilidade fotográfica dos membros mais velhos da minha família, Aparecida do Norte é um lugar cheio de boas energias, que apesar de me deixar um pouco claustrofóbica pelo número de pessoas que conseguem se reunir num mesmo metro quadrado, me fez voltar pra casa completamente recarregada e de bem com a vida. Pronta pra superar qualquer dificuldade e pisar em qualquer problema que resolvesse dar as caras.



   A arquitetura do santuário é uma verdadeira obra de arte. Cada detalhezinho é de um encanto sem medida, e me faz imaginar quantas mãos foram necessárias pra que ele se tornasse tão grandioso. Já fui visitar umas dez vezes e ainda não me acostumei a me surpreender com a beleza do lugar.


  Independente de religião, entrar numa sintonia boa, com pessoas que buscam a mesma paz de espírito que você, é sempre necessário. É o que eu busco no meu ambiente de fé e é aquilo que me fortalece sempre diante às dificuldades. 
   Espero que o post tenha sido capaz de passar um pouquinho de tudo de bom que eu saí sentindo desse lugar.

Posts que você pode gostar também

0 comentários

Posts populares do blog

Curta no Facebook!

Subscribe