Sziget Festival

sexta-feira, agosto 21, 2015


O letreiro dizia ¨Welcome to the island of freedom!¨ e eu só conseguia me perguntar como fui cair de paraquedas no maior festival de música da Europa no meu - nada mais que - segundo dia nesse continente.
Planejei esse festival meio que no susto porque imaginei que seria loucura demais já chegar e ir direto pra uma ilha que não para nunca por um período de uma semana.  Eu não ia, mas aí veio o desconto que os estudantes brasileiros tinham pra ir, veio o aftermovie do ano passado e eu não pude me conter. Eu ia me enrolar toda, mas iria de qualquer jeito.

Passar o primeiro dia inteiro no festival, sem sentar ou ter um cantinho pra descansar foi a minha primeira loucura. Tenho que admitir que por mais que a ideia de acampar pareça desconfortável, é a melhor saída. Se você tem uma barraca, você tem onde descansar qualquer hora que precisar. Já eu e minha amiga estávamos cheias de malas, ficamos em um hostel e sofremos bastante pra ir pra casa de transporte público e sem sentir nossos pés e pernas direito.

O Sziget realmente acontece numa ilha, e é enorme MESMO. Tão enorme que eu me perdi lá dentro e fiquei mais de uma hora rodando, tentando encontrar a saída e com um cansaço enorme. Parei pra descansar algumas vezes e quase desisti e dormi pelo meio do caminho mesmo.


A ideia de festival que eu tinha era bem restrita ao Rock in Rio, visto que foi o único que eu já tinha ido antes. Desconstruí toda essa ideia depois do Sziget. É uma estrutura que eu nunca vi igual. Você só fica na fila pra comer, se quiser. Só espera pra fazer xixi, se quiser. A ideia do festival é atender todo mundo e eles fazem isso muito bem.

Acho que o único sofrimento lá foi a poeira. Os dias que passei lá em Budapeste foram extremamente quentes e secos. Imagina uma arena de terra batida, com um monte de gente pulando em cima de areia seca....

É claro que subiu muita poeira. Muita. Muita poeira mesmo. Por mais que a organização molhasse o chão durante o dia pra tentar evitar isso, era uma poeirada só.




No fim das contas eu fui cativada não só pela estrutura, mas também pelas pessoas. Clima de festival, alegria, respeito... continuo achando os europeus contidos demais comparado aos brasileiros, mas eles fizeram uma festa bonita demais nesse Sziget, viu? Que energia maravilhosa, não dá pra explicar.

Me disseram que uma vez que eu entrasse na ilha eu não ia mais querer sair.

Agora entendo o que eles queriam dizer. No meu último dia de festival eu só queria chorar porque não queria que acabasse. Foi tudo tão intenso desde que cheguei aqui que até me despedir de um festival se tornou uma tarefa árdua.





Obrigada, Sziget, pela experiência fantástica. Mal posso esperar pra te ver de novo ano que vem!

Posts que você pode gostar também

11 comentários

  1. Oláá!
    Nossa, pelo visto foi maravilhoso demais. Aposto que foi uma experiência incrível.
    Amei seu blog, bem lindo.
    Beijos
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Gabriela! Tudo bem? Nossa, adorei o post! As lindas fotos casaram muito bem com texto. Eu ainda não conhecia esse Sziget Festival, acredita? Mas adorei conhecê-lo! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que legal, Gabi! Adorei conhecer esse festival, confesso que meus conhecimentos são meio limitados ao Rock in Rio e ao Lolla. Que tipo de música rola por aí? Fiquei curiosa. A estrutura parecer ser demais, você foi muito corajosa em já ir se jogando assim num país novo, mas tem que aproveitar mesmo! Ter companhia ajuda nessas horas, que bom que você tinha uma amiga, né? Beijo!
    Lis | umareescrita.com.br

    ResponderExcluir
  4. Que bacana Gabriela! Amei o post, sem falar nas imagens que ficaram lindas..O dia estava lindo não foi? kkk O céu estava bem azul..super amei..Parabéns por ter vivenciado essa maravilhosa experiência..
    Beijos!!
    http://danielamenezessilva2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Gabriela!
    Que delícia!
    Fez muito bem em aproveitar a oportunidade!
    Já ouvi falar desse festival pq meu irmão já conseguiu ir uma vez.
    Beijos!

    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  6. Heey!
    Primeiramente, parabéns por estar estudando na Hungria, que sonho <3
    Com relação ao festival, pelo visto é excelente, gostaria de poder participar haha
    Abraços!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  7. Que legal! Eu não gosto muito de festivais porque não gosto de lugares muito cheios, mas as fotos desse ficaram lindas! Vi no outro post que você está estudando na Hungria, boa sorte por aí! :)
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  8. Gente, não conhecia esse festival e adorei! Que estrutura mais linda! Quais tipos de música tocam nele?
    Adorei o post e todas as fotos! Seu blog é lindo! E você tá morando na Europa??? Que incrível!!! Vou acompanhar aqui sempre agora, hahahahahaha

    Com amor,
    Steph • http://naoeberlim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gabi!

    Nossa, que bom que você trocou a Bienal por isso, né? hahahaha
    Não que se compare, são coisas completamente distintas, mas Bienal tem ano sim e ano não, na verdade tem todo ano se você for contar a de SP e de outros estados, e essa é uma oportunidade maravilhosa que você está tendo!! *--*

    Divirta-se bastante e aproveite!

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook - Participe do sorteio e concorra
    a um exemplar do livro Como Eu Era Antes de Você e a um lindo marcador de página pintado à mão! :)

    ResponderExcluir
  10. Quanta foto apaixonante! Que lugar lindo!

    Beijos
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Posts populares do blog

Curta no Facebook!

Subscribe