Sobre a vida e girassóis

terça-feira, fevereiro 07, 2017


Os últimos meses foram intensos. Foi muito difícil me adaptar à minha nova/velha vida aqui no Brasil,  inclusive confesso que ainda estou tendo bastante dificuldade nisso. Esse texto é sobre como eu estou transformando essa dificuldade em motor pra alguns planos que eu deixei pra trás.

Eu sempre quis ser um girassol. Me lembro que desde que me entendo pro gente essa era minha flor favorita. Não sei se pelo amarelo brilhante ou pela delicadeza e simetria das pétalas, eu admirava cada detalhe criado tão sabiamente pela natureza.
Mas não era só isso que me fazia amar tanto essa flor, e com o passar do tempo eu reparei que era a sua simbologia o que mais me encantava. O girassol busca a luz. Com tanta intensidade, como se sua mera existência dependesse dela. Como se fosse impossível viver no escuro.
Eu nunca fui religiosa, mas também nunca achei que precisasse disso para desejar sempre viver em meio a sentimentos e coisas boas - a tal da positividade que a gente tanto escuta falar. Então eu decidi transformar meu amor em um lembrete eterno: marquei minha pele com um girassol, para que eu nunca mais me esquecesse de viver a vida em busca de luz, de coisas boas.


Voltar do intercâmbio e acabar passando por muitos problemas pessoais causaram uma reviravolta na minha vida. Ficou tão ruim como jamais havia ficado e eu achei que não ia aguentar. Eu encontrei o fundo do poço e a escuridão era bem pior do que falam por aí.
Me afastei de muita gente que me amava e senti que só conseguia fazer mal para os outros e para mim mesma. Mas eu sou teimosa. Eu não estava pronta para deixar a vida me levar. Eu sou dona de mim e do meu destino e eu queria coisas boas. Afinal, eu jurei andar sempre perto da luz.
Fiz uma lista de todos os projetos que deixei de lado nos últimos anos. Escrevi todos os meus planos em um papel e comecei a me organizar para concretizar todo e cada um deles. Também comecei a fazer terapia, e tem sido de grande ajuda pra mim.
Uma vez ouvi que tempos de crise eram tempos de aperfeiçoamento, onde a gente precisa se preparar para quando o sol abrir de novo, só assim será possível abraçar o maior número de oportunidades.
É isso que tenho feito: cuidado de mim e dos meus projetos com todo afeto do mundo, e é por isso que daqui pra frente o blog vai sofrer algumas mudanças e ganhar mais conteúdo. Escrever aqui também é cuidar de mim, e eu quero fazer isso da melhor e mais prazerosa maneira possível.
Espero que vocês gostem de todas as novas mudanças e espero continuar contando com vocês nessa aventura incrível que é fazer o que eu amo.

Posts que você pode gostar também

0 comentários

Posts populares do blog

Curta no Facebook!

Subscribe